Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Variados’ Category

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau.

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 11.000 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 26 Boeings 747 cheios.

Em 2010, escreveu 1 novo artigo, aumentando o arquivo total do seu blog para 40 artigos. Fez upload de 2 imagens, ocupando um total de 492kb.

O seu dia mais activo do ano foi 16 de dezembro com 225 visitas. O artigo mais popular desse dia foi Passo-a-passo crisântemo em millefiori.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram orkut.com.br, mail.live.com, google.com.br, portalbozzi.com.br e flickr.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por beatriz cominatto, tabela de cores, ceramica plastica e bozzi

Read Full Post »

Quando elaboramos um trabalho, devemos sempre levar em conta o fator originalidade ao que fazemos. É muito comum encontrarmos trabalhos bastante semelhantes, vindos de autores diferentes, até bonitos e bem-feitos, mas… comuns! Isso, sem contar as cópias!

Está certo… existe uma certa tendência de moda a ser seguida (será mesmo?), principalmente para quem lida com design de acessórios. Acho até normal que isso aconteça, mas não devemos fazer da moda uma escravidão e uma padronização em massa sempre.  Gosto de brincar com estilos e técnicas, introduzir detalhes novos, muitas vezes alheios à moda, mas elegantes, interessantes e usáveis. Sim, usáveis, pois às vezes nos deparamos com peças também malucas e pirotécnicas demais, que ninguém teria coragem de usar normalmente, embora, para um desfile ou exposição, sejam interessantíssimas.

Com alguns desses cuidados na criação de novas peças é que sugerimos novas tendências dentro de um segmento. É quando seu trabalho passa a se destacar em meio a tantos outros. É a inovação, a criação e a originalidade pautadas em cada trabalho. Isso tudo também poderá ser sinônimo de uma elegância diferenciada, ou mesmo uma peça bastante divertida e agradável de usar. O novo sempre poderá chocar, mas é justamente o novo que também atrai e se destaca, dando uma personalidade única às suas peças.

Então procure dar um up em seu trabalho, personalizando-o cada vez mais. Verá que ganhará muito com isso, criando o seu próprio estilo e a “sua cara” em cada peça que fizer.

Criatividade, originalidade e estilo é isso tudo e mais um pouco, mas sempre resultando em peças únicas, charmosas e personalíssimas!

Que tal experimentar  arriscar um pouquinho mais? 😉

Read Full Post »

Existem pessoas talentosas, outras, muito talentosas e também muito doces, que conseguem transmitir toda essa doçura e delicadeza em seus trabalhos.

Uma dessas pessoas, que tive o prazer de conhecer e me tornar amiga, chama-se Silvana Regel. Sua arte em esculpir a mão mini-bebês em polymer clay (cerâmica plástica) impressiona tamanha perfeição e delicadeza que coloca em cada detalhe do que faz.

Silvana, que assina seus trabalhos como Vana Babies, encanta como pessoa e como artista, passando um amor muito grande pela sua arte, refletido em cada detalhe, desde o acabamento perfeito, à beleza e delicadeza das formas bastante expressivas.

Tive também a honra de ser presenteada por ela com muito carinho, com esse lindo bebezinho da foto. Veja só se não é um encanto e uma gostosura de se admirar! É pequenino, cabe na palma da mão!

Amei demais!

Conheça mais do belíssimo trabalho de Silvana em seu site:

www.vanababies.com.br

Read Full Post »

chato1_thumb[2]

Estava aqui matutando sobre a valorização e o respeito ao que fazemos. Nem todos percebem, ou melhor, entendem o que queremos transmitir através de nossa arte. Quem nunca se deparou com pessoas desagradáveis, que logo vem palpitando “ah não quero isso ou aquilo, você deveria ter feito assim ou assado… mude isso… ” etc, como se fossem diretores de um filme no qual somos protagonistas?

Sinto muito, mas não altero meu trabalho em função de ninguém. Como quase todo artista, também coloco “alma” em cada peça que faço. E se eu gostei do que fiz, isso me basta. Se alguém não gostou, nada posso fazer… pois o problema deixa de ser meu. 😛

Então não dou a ninguém o direito de interferir, de querer mudar algo que fiz. Deixo de lado todo interesse comercial e meu lado artista fala mais alto. Orgulho? Pode ser, mas prefiro chamar de auto-respeito e a certeza de ser bem resolvida, somente isso, pois sou bastante segura – e feliz – no que faço. 😀

Às vezes até peço sugestões, mas isso sempre será uma escolha MINHA, pois somente as solicito a pessoas realmente competentes e que também tenham alma de artista, mesmo que tenham opiniões diferentes da minha, mas com a mesma sensibilidade e respeito com que elaboro meus trabalhos, e isso, infelizmente nem todos têm. Muito pelo contrário, alguns têm é espírito de porco, o tal do Zé Contrinha! Geralmente são pessoas desprovidas de discernimento, mas que no fundo se reconhecem limitadas, incapazes de fazer algo semelhante, então em vez de criarem, criticam, interferem, desconstroem. Uma pena.

Mas de pessoas assim quero distância, pois sei que nada de bom me acrescentarão. Aceito perfeitamente que não gostem de algo que fiz, mas nunca que queiram que eu faça do jeito que elas julgam que devo fazer. Existe uma enorme diferença nisso… e  respeito é bom, e eu gosto!

Pense nisso você também. Nunca deixe que diminuam seu trabalho, pois ninguém sabe o quanto você lutou para crescer. Sua integridade profissional é um bem enorme, que só você sabe o valor que tem. Preserve-a sempre!

😉

Read Full Post »

Curioso, outro dia pensava justamente sobre isso… de quando simplesmente ficamos sem inspiração alguma e com aquela vontade enorme de nada fazer. Uma preguiça física e mental que vira e mexe teima em aparecer.

Por muitas vezes também ouvi amigos artistas dizendo-se totalmente sem inspiração, que o trabalho não fluia, e que as idéias simplesmente desapareceram.

Sim… uma crise de criatividade. Isso não acontece somente comigo ou com você. Acontece com qualquer ser humano passível de dores, humores e amores.

Por mais criativa que uma pessoa seja, ela jamais criará em tempo integral. O que chamamos de “estado de espírito” (ou de humor) tem uma grande parcela de culpa nesse fluir de idéias ou no bloqueio das mesmas. Cada pessoa tem um ritmo, e isso deve ser respeitado.

Sem contar que muitas vezes até temos idéias brilhantes, mas sem nenhuma vontade de sentar e produzir. É quando o corpo não acompanha nossa linha de criação e ficamos apenas sonhando, sem colocar em prática. Precisamos todos de um tempo certo, de um sincronismo perfeito para criar, planejar e executar.

É como se dentro de nosso cérebro existisse uma passagem secreta unindo um lado mais racional e frio, a um outro ensolarado, colorido e sonhador. Tem dias em que a passagem entre ambos é livre, e tudo está na mais perfeita harmonia. Em outros, chegamos até a porta, ainda um pouco entreaberta, e ficamos apenas espreitando o outro lado, sem atravessá-la. Mas tem dias que temos vontade de deixar essa portinha bem trancada, e nada nos anima a dar uma passeadinha lá pelo outro lado. Isso sem contar quando até queremos, mas simplesmente nem lembramos do caminho até ela…  😦

Sempre achei perfeitamente normal esses altos e baixos na criatividade. Mesmo nos tempos em que eu trabalhava com criações de arte publicitária isso também acontecia, tanto comigo como com colegas de trabalho.

Muitos podem até dizer…  “ah…mas fulano produz coisas maravilhosas o tempo todo”. Vamos por partes, fulano pode estar em um longo período criativo e produtivo, mas com certeza em alguma época ele terá isso em baixa, e é absolutamente normal que isso aconteça. Faz parte da própria criatividade necessitar de uma pausa vez ou outra. Ou então esse mesmo fulano sabe que não fez coisas tão criativas assim, mas por pressões do trabalho, prazos de entrega e fatores diversos, não se permitiu deixar de produzir. Fez trabalhos por muitos considerados excelentes, mas que lá dentro dele sabe bem que alguns até fez com muita inspiração mas, outros, por obrigação… sem tesão algum. Sim, é  isso, alguns trabalhos fazemos com prazer, e outros de forma fria, dos quais nem gostamos muito do resultado. Isso acontece quando necessitamos produzir, independente de estarmos criativos ou não, afinal, nem todo artista pode se dar ao luxo de viver de brisa. Quase todos têm contas a pagar e prazos para cumprir.

Também percebo que muitas vezes essas crises desaparecem quando começamos um trabalho. Primeiro vem aquele “nada” que parece ser eterno. Com um pouco de perseverança e envolvimento as idéias começam a fluir  e, quando nos damos conta, a danadinha da criatividade está ali com a corda toda. Mas em algumas vezes  isso não acontece.  Daí a melhor coisa é envolver-se em outras atividades prazerosas, nem que seja um momento de curtir um fazer nada… ah… isso também pode ser prazeroso sim, desde que não vire eterno. Então, relaxe! Talvez o que necessite seja apenas disso, um descanso. Mas busque um descanso que lhe dê prazer, lhe traga boas sensações, pois somente estando de bem com você mesmo voltará a criar.

Este era um tema que há tempos sentia vontade de escrever, e o que hoje me inspirou a isso foi uma excelente matéria que li na Revista da Cultura, escrita pela jornalista Cássia Fragata, sobre como artistas de diversas áreas lidam com lapsos de criatividade (clique no link… vale a pena ler!).  Viu? Foi um estímulo prazeroso que me trouxe esta inspiração para escrever!

Então, a única coisa que posso sugerir é que busque novas emoções em seu trabalho, se envolva, se jogue com prazer! Mas respeite seu tempo de recesso, e nele procure ter contato com essas emoções escondidas, buscando estímulos sensoriais.

Lembrando sempre que a criatividade é um exercício, pratique-a sempre que possível. E, quando necessário, descanse, mas não se deixe enferrujar! 😉

E como gosto de dizer a algumas pessoas… Sucesso e lindas inspirações!

😀


Read Full Post »

Mega Artesanal 2009

Nas imagens, em ordem aleatória: eu, Caroline Arnold, Edinho Juliotti, Danilo (Art Bijoux), Paula Cruz, Peter Paiva, Márcia Castro, Adriane Drigo, Gláucia Neves, Alessandra Arni, Moriane, Silvana (Dolce Amore) e Alícia Stiubi.

Depois da maratona de 6 dias de muito trabalho, agora já mais descansada, consigo um tempinho para postar as imagens da feira!

Foram dias deliciosos, onde pude sentir toda a receptividade de amigos queridos e artistas maravilhosos, que foram dar um gostoso abraço de incentivo a toda a equipe da Bozzi, que esteve presente à feira de forma unida e bastante animada!

Valeu amigos! Quero deixar um abraço carinhoso a todos e o meu muito obrigada!

Ano que vem quero mais… já estou com saudade!

😀

Read Full Post »

Criador e Criatura…

Caroline e Luis Ditter. Mais uma foto da Biazzinha…tirada lá na Bozzi.

Desta vez, finalmente com o autor da obra junto!

😀  😀  😀

Read Full Post »

Finalmente…eis que fiquei pronta!

😀 😀 😀

Vocês não imaginam como tudo isso foi gostoso de acompanhar…ver cada etapa da Biazzinha sendo feita, e toda a expectativa pelo resultado final:

Muito bom mesmo o trabalho do Luís!

Olhem que chique eu lá na  Bozzi, rodeada das massinhas:

Aqui com a querida Caroline, que é quem atende vocês lá na Bozzi, respondendo os emails…enfim,  responsável pelo nosso Departamento de Marketing:

Bem… são tantas as emoções…hehehe, que resta-me apenas agradecer ao grande Luis Ditter, por todo carinho e talento com seu trabalho! Pena que a Biazzinha está lá em Porto Alegre, agora fazendo parte do Show Room da Bozzi, e eu aqui em São Paulo, conhecendo-a somente por fotos! 😦

Ai que vontade de me pegar no colo! rs…

Lembrando que a Biazzinha foi toda modelada em Cerâmica Plástica Bozzi Super Polymer Clay e, apesar de ser fabricada em diversas cores, no caso da Biazzinha, foi modelada em apenas uma cor base, e depois pintada com aerógrafo.

Valeu Luis! Parabéns e muito obrigada!

😀 😀 😀

Para conhecer mais desse talentoso artista, acesse seu blog:

http://lumaosdeouro.blogspot.com/

Read Full Post »

Quero mostrar a vocês, o trabalho de Márcia Castro, uma artista maravilhosa, especializada em modelar a mão mini bebês feitos em polymer clay. Um encanto e perfeição de trabalho!

Recentemente ela recebeu amostras de nossa  Cerâmica Plástica Bozzi Super Polymer clay para experimentar, e não só adorou o material, como  também modelou com a nossa Bozzi esse bebezinho lindo destas fotos, batizado de Carol, em homenagem à nossa Caroline lá da Bozzi!

Este é um pouco menor que um bebê de verdade, tem 22 cm,  não tão pequenino como os mini-minis que ela faz!

Obrigada Márcia!

Conheça mais de seu trabalho e se encante  em:

http://minibabies.blogspot.com/

http://marciacastro.nafoto.net/

Read Full Post »

A Biazzinha está pronta, mas o suspense continua… 😦

Para meu azar, a câmera do Luis ficou sem bateria…deu tempo apenas de fazer esta imagem…meio de costas:

Ai curiosidade, viu!

Mas vejam o charme de meu All Star,  e o detalhe da blusinha!

AAAAAAAAAAAAAmei!

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »